SURAMA CASTRO


O esforço para evitar o rótulo de gringa é em vão. Seu sotaque logo entrega que a maranhense Surama de Castro passou vinte de seus 35 anos no exterior, entre Nova York, Paris, Milão e Roma. Ex-modelo, atriz e cantora, ela escolheu o Leblon como pouso de seu retorno definitivo ao Brasil. 

Na última quarta, gravou uma microparticipação em Duas Caras, na pele de uma italiana que é assaltada. "Quero fazer uma nordestina, mas não deixam", conta. Se serve de consolo, seu próximo trabalho será no Nordeste. Ela vai encarnar Maria de Nazaré na encenação da Paixão de Cristo, em Nova Jerusalém (PE). A fase artística é boa. "Vou dar uma canja no show de Julio Iglesias em São Paulo", anuncia Surama, que lançou no ano passado um CD de New Bossa, com participação de Toquinho e uma música inédita de Nelson Motta.