Quer divulgar seu evento ou sua empresa na TV NORDESTE?
Entre em contato conosco: Telefone: (83) 9189-3003
 .

CONHEÇA O MUSEU DA CULTURA POPULAR MARANHENSE "CASA DE NHOZINHO"

Casarão foi construído no século 19 e é opção de passeio, na capital.


Turistas lamentam a falta de valorização do Centro Histórico de São Luís.

Um clima pacato invade as antigas ruas do Centro Histórico de São Luís, nos fins de semana. Só alguns turistas passeiam em meio a uma tranquilidade que até surpreende e chama atenção. “Eu acho que tem bastante coisa para oferecer, então eu acho que deveria ter mais gente”, lamenta o turista paulista Arthur Duvivier.

“Casarões antigos lindos e vários fechados. Foi isso foi que me chamu mais atenção: a falta de manutenção do que eu considero ser um patrimônio histórico”, diz a, também, turista paulista, Adriana Duvivier.

A importância cultural, especialmente, da Praia Grande, é facilmente percebida. A começar pelas imponentes fachadas do casario tombado como patrimônio da humanidade. O que muita gente não sabe é que dentro desses casarões coloniais existem muitas histórias. Muitos passeios podem ser feitos, quase todos, gratuitamente, como na Casa de Nhozinho.

O casarão que abriga o museu foi construído no início do século 19 e permanece quase inalterado. O local tem três pavimentos abertos à visitação pública, que dão lugar a uma loja de produtos regionais, um espaço destinado a exposições temporárias e para exposições permanentes.

Em outros ambientes, o museu guarda peças que revelam os costumes e a forma de viver do povo maranhense, desde os primórdios: ferros de gomar, fogões a carvão, a casa de farinha e a figura dos pregoeiros. “Além disso, tem a obra prima de Nhozinho que a casa mantém o nome, justamente, para valorizar a cultura popular maranhense”, explica o guia de museu, João Marcos Mendonça.

No último andar, o espaço reúne peças do acervo artístico deixado pelo maranhense de Cururupu. As rodas de bumba-meu-boi, as engenhocas que ele criava e as ferramentas que utilizava. Está tudo no Museu Nhozinho ao alcance de todos, de domingo a domingo, porque a história não para.
/

/

PORTO DE ITAQUI - MARANHAO


O Porto do Itaqui, juntamente com os terminais privados da Vale e Alumar, integra o segundo maior complexo portuário em movimentação de carga do país, com 128,9 milhões de toneladas operadas em 2011, um acréscimo de 9,64% em relação ao ano anterior. O Itaqui é o principal indutor do desenvolvimento econômico e social do Maranhão, que tem investimentos de mais de R$ 100 bilhões previstos para os próximos anos em áreas como refino de petróleo, agronegócio, celulose e pellets, cimento e geração de energia, entre outros. Com uma gestão empreendedora e sustentável, a Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP) está focada no potencial humano e na valorização das práticas de desenvolvimento econômico, ambiental e social. Em relação aos demais portos brasileiros, o Porto do Itaqui é o que apresenta o melhor custo-benefício para os mercados nacional e internacional.

Site Oficial: Porto de Itaqui


.

MARANHAO: A NOVA DESCOBERTA DO BRASIL

Com um workshop denominado Maranhão, a Nova Descoberta do Brasil , o Governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Turismo, está incentivando rodadas de negócios turísticos nas cidades de Belém-PA e Manaus-AM, no período de 9 a 13 de maio. O objetivo é promover as potencialidades do Estado, especialmente o pólo turístico de São Luís como seu portão de entrada, entre operadores e agentes dessas cidades.


Na realidade, o Governo está estimulando o trade a trabalhar em parceria para assim consolidar negócios diretamente entre os compradores e vendedores de roteiros turísticos”. Nas cidades de Belém e Manaus serão montados verdadeiros balcões de negócios para comercialização de tudo o que o Maranhão pode oferecer em termos de lazer, aventura e negócios.

Com um litoral de 640 quilômetros de extensão, o segundo maior do Brasil, o Maranhão possui fantásticas praias tropicais. Mas, não é só isso, a natureza, neste Estado, é pungente. Aqui, é possível desfrutar da maior diversidade de ecossistemas de todo o País. Floresta Amazônica, cerrados, mangues, delta em mar aberto e o único deserto do mundo com milhares de lagoas de água cristalina. Sua população é de 5.651.475 habitantes – Censo 2000 -, distribuída entre os seus 217 municípios.

A começar pela capital, São Luís, o Estado ainda possui mais quatro pólos turísticos: Parque dos Lençóis Maranhenses, Chapada das Mesas, Delta das Américas e Floresta dos Guarás, todos com características e belezas naturais e culturais bem peculiares. O foco das negociações será também o deslumbrante São João do Maranhão. Como nos anos anteriores, o Governo do Estado está preparando uma recepção aos turistas que por aqui aportam em maio, junho e julho. Neste período, São Luís se transforma no maior arraial do Brasil, com seus tambores, matracas, orquestras e pandeirões espalhados por toda a cidade.

Para fazer a promoção do destino Maranhão, a Secretaria de Turismo distribuirá material impresso, exibirá filme institucional, além de realizar trabalho de divulgação também com a imprensa local.

Fonte: http://jornalpequeno.com.br/edicao/2006/05/08/maranhao-a-nova-descoberta-do-brasil/